Tristeza vai embora... cansei de ti...




Tristeza..

Quem és? Me mostra teu rosto...tua face!
Porque chegas assim tão sorrateira...
Apossa-se de meu ser... Aloja-se no meu coração
E depois se ri de mim... toda faceira...


Chegaste sozinha... e como brisa gelada...
Resfriou minha alma... deixou-me à deriva
Cortou meus laços... deixou-me só... calada...
Tristeza, por que és assim tão possessiva?


Sua passagem sempre dói... como tempestade deixa rastros
Como toda a noite fria, escura... amedronta... assusta, angustia...
Vai... segue teu caminho...sinto que sua hora chegou
E não esquece... quando sair...deixe a porta encostada... pois a alegria
Já me contatou... quer seu lugar...e como boa inquilina... até já pagou...
Por favor... vai logo... meus dias estão muito amargos!


Deixe meu sorriso voltar... ele enfeita minha vida
Deixe a luz do sol entrar... vê... está a minha procura!
Deixe meu jardim florescer ... quero minha flores...
Quero meus perfumes... minhas cores...
São meus sonhos ... minha vida... minha cura!
Vai... chegou a hora de sua partida.
Adeus!
(by Zininha)